UNIDADE DE NEGÓCIOS

Viasoft Connect Connect Week

Vistoriar é preciso

24 de novembro de 2009


O IBAPE-PR – Instituto Brasileiro de Avaliações e Perícias de Engenharia do Paraná, promove com início nesta sexta-feira (27/11) curso que apresenta as diretrizes básicas e os requisitos mínimos para elaboração de laudos de inspeção predial ou vistoria de engenharia em estádios de futebol. O curso atende ao disposto no Termo de Cooperação Técnica assinado entre o Ministério do Esporte, CONFEA e CREAs, onde os profissionais que queiram se cadastrar necessariamente devem possuir acervo técnico ou certificado de participação neste curso.

Direcionado a engenheiros civis, arquitetos, engenheiros mecânicos, engenheiros eletricistas, engenheiros agrônomos e demais profissionais que tenham atribuição e desejam se cadastrar nos CREAs para a prestação deste tipo de serviço, o curso foi elaborado para atender as determinações do decreto federal nº 6.795 de 16/03/09, e a Portaria do Ministério dos Esportes 124, de 17/07/09.  Serão 24 horas de aula, com direito a visitas técnicas realizadas nos dias 28 e 29 (sábado e domingo) no Estádio Couto Pereira, coordenadas pela engenheira civil Flávia Zoéga Andreatta Pujadas e pela arquiteta e presidente do IBAPE-PR, Vera Lucia de Campos Corrêa Shebalj.

No programa do curso está a apresentação dos conceitos e definições de Vistoria, Inspeção Predial e Manutenção, apresentação das listas de verificações e requisitos mínimos (destaque para estrutura, impermeabilização, vedações, revestimentos, esquadrias, coberturas e telhados, instalações hidráulicas, instalações elétricas, proteção contra descargas atmosféricas, combate a incêndios e segurança), apresentação de casos práticos de inspeção predial com emprego dos conceitos, métodos e critérios abordados e tópicos essenciais para elaboração do laudo.

“Abrangeremos formas de constatação e classificação das não-conformidades técnicas, de uso e de manutenção nos diversos sistemas construtivos, classificação quanto à origem em falhas e anomalias, quanto ao grau de risco, de acordo com aspectos de segurança, saúde, deterioração precoce, perda de desempenho e operacionabilidade, entre outros”, avisa a engenheira Flávia Pujadas, que é pós-graduada em Perícias e Avaliações de Engenharia, revisora e relatora das “Diretrizes básicas para emissão de Laudo de Vistoria de
Engenharia em Estádios de Futebol”, do Ministério dos Esportes. Informações para a imprensa: (41) 3023-7385.

Contato