UNIDADE DE NEGÓCIOS

Viasoft Connect Connect Week

Regional Londrina dá sequência às reuniões da Agenda Parlamentar 2011

23 de março de 2011


Como parte da reunião de Governança Cooperativa, a regional de Londrina organizou nesta terça-feira (22) a edição local da Agenda Parlamentar, abrindo seu calendário em 2011. Dois pontos delinearam o encontro, a seleção de 15 projetos que estão em trâmite na Assembleia Legislativa do Paraná ligados às áreas de atuação do Confea CREA, de maior interesse da regional. Outra questão foi a apresentação dos temas debatidos entre as entidades associadas ao Conselho para as centralidades da região de Londrina. Esses temas irão compor os Estudos Básicos de Desenvolvimento Regional (EBDR), que serão apresentados aos parlamentares paranaenses ainda no primeiro semestre.

Neste ano a Agenda Parlamentar irá acontecer em três etapas, com encontros locais (96), regionais

(7) e estaduais (Curitiba e Foz do Iguaçu). O produto final da Agenda serão os EBDRs, que tiveram a sua fase inicial em fevereiro com a apresentação do projeto e a solicitação às entidades e associações para se mobilizarem e identificarem os problemas a serem resolvidos em suas regiões. A partir de encontros com lideranças, políticos, representantes da comunidade e profissionais, foram levantados nas centralidades de um a três temas que estão sendo apresentados nesta primeira rodada de reuniões da Agenda Parlamentar.

Temas selecionados em Londrina

Uma apresentação sobre o novo modelo da Agenda Parlamentar abriu a reunião. Em sua fala, um dos coordenadores do projeto, Claudemir Prattes, explicou que o programa prevê a contribuição e implementação de políticas públicas municipais e regionais destacadamente nas áreas das engenharias, arquitetura, agronomia e geociências. “A Agenda Parlamentar é um dos braços da Governança Cooperativa, que é uma gestão mais próxima dos profissionais. A ampliação do programa para a esfera estadual faz parte do amadurecimento do projeto”, complementou. Em Londrina serão 17 municípios que terão agendas parlamentares, muitos não participaram do calendário de reuniões em 2010. “O intuito é ter uma capilaridade maior para chegar num momento em que os 399 municípios do Paraná serão contemplados”, disse Prattes.

A centralidade da região metropolitana de Londrina (Londrina, Cambé, Ibiporã, Rolândia, Jataizinho, Bela Vista do Paraíso, Sertanópolis, Tamarana, Assaí, Alvorada do Sul e Primeiro de

Maio) apresentou o tema Resíduos sólidos, enquanto a centralidade do Norte Pioneiro (Cornélio Procópio, Bandeirantes, Jacarezinho e municípios de abrangência das inspetorias, nova Santa Bárbara, Santa Cecília do Pavão, São Jerônimo da Serra, São Sebastião de Amoreira – total 42

municípios) definiu dois temas Prestação de serviços de Assistência Técnica para habitação de interesse social e Programa de desenvolvimento agrário. Diversas entidades participaram do processo seletivo, como o CEAL (Clube dos Engenheiros e Arquitetos de Londrina), a AEA Londrina (Associação dos Engenheiros Agrônomos de Londrina), a AEAC (Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Cascavel), a AEACP (Associação dos Engenheiros Agrônomos de Cornélio Procópio), a APLA (Associação Platinense de Engenharia, Arquitetura e Agronomia), entre outros.

O gerente da regional Londrina, engenheiro em telecomunicações Jefferson Oliveira Cruz, afirmou que a reunião obteve êxito em atender aos objetivos propostos pelo CREA-PR. “Teve uma boa discussão tanto que foi necessário fazer votação dos temas levantados. As entidades demonstraram interesse e identificamos que eles conseguiram perceber como funciona o programa e os seus objetivos”. Para Cruz, o formato diferenciado da Agenda torna o projeto mais palpável e interessante aos profissionais, “este novo modelo é importante porque é básico, ou seja, é possível selecionar um tema com recursos e, com isso, tornar viável a sua implantação”, concluiu.

A reunião foi encerrada com a apresentação dos cursos e os resultados do Programa de Excelência do CREA-PR.

Contato